Pular para o conteúdo principal

Fitoterapia: O uso da Valeriana Officinalis




1 – Botânica: A Valeriana é uma planta herbácea perene, pertencente à família Valerianaceae. Tem sido usada terapeuticamente desde os tempos da Roma e Grécia antigas. É largamente distribuída na Europa e Ásia. As partes usadas na medicina são os rizomas e as raízes.


2 – Química: Os principais componentes do óleo volátil extraído das suas raízes são: ácido isovalérico, valerênico, hidroxivalerênico, acetoxivalerênico; kessano, kesóis, valeranona, ...Dentre os principais valepotriatos, destacam-se: valtrato, acevaltrato e o diidrovaltrato (iridóides).


3 – Farmacologia: O uso tradicional é como planta sedativa. É difícil definir com precisão o perfil de ação farmacológica da Valeriana, que tem sido considerada um agente calmante.


A valeranona exerceu um efeito hipotensor em ratos na dose de 5mg/Kg, embora seja um efeito fraco.

Um efeito tranqüilizante foi visto no choque elétrico, mas na dosagem de 31,6mg/Kg. Uma mistura de valepotriatos mostrou um efeito tranqüilizante em ratos.


Testes comportamentais em gatos mostraram diminuir a ansiedade e a agressividade. Valepotriatos apresentaram efeito espasmolítico.


O valtrato e o diidrovaltrato mostraram ser agentes musculotrópicos.


Diidrovaltratos pareceram inibir impulsos no hipocampo de modo similar a dos benzodiazepínicos.


O ácido valerênico e derivados mostraram que estes compostos tinham efeito sedativo em termos de diminuir a atividade locomotora e ataxia (dose de 50mg/Kg).


O ácido apresenta ação depressora central ou efeito neuroléptico. Mostrou,ainda, inibir um sistema enzimático que catalisa a degradação do neurotransmissor inibitório GABA (ácido gamaminobutírico).


O GABA faz diminuir a atividade do SNC e causa sedação. O ácido valerênico é o principal constituinte da planta. Extratos hidroalcóolicos e aquosos da planta mostraram afinidade por receptores GABA-A (o extrato aquoso melhora a qualidade do sono no homem). Eles interferem nos receptores envolvidos com a condutância dos íons cloreto.


4 – Testes Clínicos: A valeriana foi usada como sedativa em várias formas de desordem nervosa, condições histéricas não-severas, ansiedade, neurastenia, distúrbios da menopausa, gastrite nervosa e anorexia infantil. A droga foi normalmente administrada meia hora antes das refeições.


Em estudo duplo-cego, a Valeriana mostrou reduzir a latência do sono e um aumento na qualidade do sono. A qualidade foi mais notada nas pessoas que se consideravam ter um sono ruim ou irregular. Foi utilizado extrato de 400mg da valeriana no teste. A valeriana não teve efeito nos despertares à noite ou nos sonhos recordados. Em 3 noites, ela mostrou melhorar a qualidade do sono.


Ao final do teste clínico, 44% das pessoas envolvidas afirmaram apresentar um sono perfeito e 89% diziam ter melhorado seu sono. Dentre os efeitos colaterais verificados com o uso crônico e contínuo da planta foram dor de cabeça, excitabilidade e insônia (como se fosse um efeito rebote).


FONTE: Revisão de texto científico de fitoterapia, volume I, XVI, N°2, de janeiro de 1995 (Valeriana officinalis: traditional use and recent evaluation of activity – MORAZZONI/BOMBARDELLI).

Comentários

  1. Ei professor...ficou muito legal o blog,as explicaçoes estao bem explicativas..muito legal essa sua ideia para ajudar as pessoas q precisam e gostam da quimica.
    brigadao ai pela força qndo preciso.
    bjuss,e sucesso aí

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário! Paz e luz!

Postagens mais visitadas deste blog

Cursos Online de Terapias Holísticas

Os Cursos à distância (EAD) de Terapias Holísticas que ofereço tem como objetivo levar ao conhecimento do aluno como tratar o indivíduo como um todo, trazendo o reequilíbrio emocional, físico, mental e espiritual. 
A minha proposta de difundir tais conhecimentos começou em março de 2011 e desde então muitas pessoas se beneficiaram com este aprendizado. O primeiro curso lançado foi de Florais de Bach (em 2011), sendo que foi o primeiro também realizado em sala de videoconferência, em 2013, tendo grande sucesso. Os cursos ofertados por este site enquadram-se na categoria de CURSOS LIVRES e são legalizados, conforme Artigos 205 e 206 da Constituição Federal, Lei nº 9.394, Decreto Presidencial nº 5.154 e Normas da Resolução CNE nº 04/99 – MEC. O ensino livre a distância é a evolução do aprendizado. Através dele, proporciono a meus alunos uma formação de qualidade, adequada à realidade do mercado de trabalho, baseada em um formato totalmente inovador, com aulas em tempo real. Os Cursos são da…

O que é EFT?

A EFT - Emotional Freedom Techniques (Técnica de Libertação Emocional) – também pode ser chamada de “Acupuntura Emocional sem Agulhas”. A técnica se baseia em descobertas realizadas pelo Dr. Roger Callahan, PhD, psicólogo norte americano que também é estudioso de acupuntura e cinesiologia aplicada. O método consiste no desbloqueio dos canais energéticos, que são chamados de meridianos, enquanto o indivíduo se sintoniza em um problema emocional ou físico. Estes são os mesmos meridianos estudados pela acupuntura e pode-se dizer que a EFT é uma “versão emocional” desta outro técnica, sem no entanto precisar do uso de qualquer tipo de agulha. O desbloqueio é realizado através de leves batidas com as pontas dos dedos nos terminais dos meridianos, enquanto o paciente está sintonizado no problema através da repetição de frases lembretes (frases que trazem a tona os sentimentos negativos que precisam ser trabalhados, e indicam ao sistema energético o que está sendo tratado). Este processo é …

Curso Online de Terapia Floral de Bach

CURSO DE FORMAÇÃO EM TERAPIA FLORAL DE BACH 1. Apresentação Denominam-se “Remédios Florais de Bach” a série de 38 infusões naturais extraídas de flores silvestres da região de Gales, Grã-Bretanha, cujas propriedades curativas foram descobertas pelo médico Edward Bach entre os anos de 1926 e 1934. Os florais atuam transformando estados mentais e emocionais negativos em positivos. De uma maneira simples e eficaz, podemos transformar sentimentos como o medo, ansiedade, estresse, solidão, dentre outros, em virtudes opostas, como coragem, segurança, paz, felicidade e assim por diante. A profissão de Terapeuta Floral é definida pelo Governo Brasileiro, de acordo com a Comissão Nacional de Classificação (CONCLA) como Serviços de Terapia Floral, Código nº 8690-9/01, Atividades de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde Humana.
2. Público Alvo Este curso é indicado para terapeutas, estudantes, profissionais da área da saúde que buscam uma nova área de trabalho em Terapia Floral ou para qual…