Pular para o conteúdo principal

A Iridologia



Nossos olhos são considerados uma extensão do cérebro, e a íris (a parte colorida) é o órgão nervoso mais sensível de nosso organismo, comunicando-se através do sistema nervoso com todo o corpo e recebendo estímulos deste a cada instante.
O princípio da Iridologia é o mesmo que rege a acupuntura e outras tantas ciências médicas tradicionais: a reflexologia. Da mesma forma que uma agulha no dedo mindinho de seu pé pode provocar melhora de visão ou sementes em sua orelha (auriculoterapia) estimulam órgãos correlacionados através do sistema nervoso, a íris reflete todo o funcionamento de seu corpo (no âmbito nervoso, cárdio-circulatório, digestório, imunológico, glandular, estrutural, urinário e respiratório).
Iridologia é o estudo da íris através da análise das alterações existentes, representadas por raios, desenhos, pontos, manchas ou mudanças de cores; revelando, assim, estados físicos e emocionais. É uma leitura participativa, sendo imprescindível a presença do interessado. Primeiramente, é feita a anamnese (perguntas à pessoa sobre o que ela sente); as alterações são anotadas para que, depois, sejam discutidas a dois. Como nem tudo é elucidativo – há sinais muito próximos um do outro, como por exemplo, a garganta e a tireóide – o interrogatório se faz necessário.
Pela íris não é revelado, por exemplo, se uma pessoa tem diabetes, mas que há deficiência no pâncreas, podendo ser, por exemplo, hipoglicemia (falta de açúcar no sangue) ou hiperglicemia (excesso de açúcar – diabetes), sendo um o inverso do outro. É possível saber, no entanto, se a doença está em estado agudo ou crônico, qual a emoção envolvida e, muitas vezes, qual o nutriente necessário para suprir a carência existente. Percebe-se, ainda, se a constituição física é boa ou ruim, as tendências, hereditariedade, como está o sistema imunológico, se o corpo tem capacidade de reagir a determinada doença, se o sangue está limpo ou intoxicado, se há contaminações etc.
Conhecer nossa íris significa também conhecer nosso mecanismo emocional, visto que cada órgão de nosso corpo – e seus principais desequilíbrios e doenças – estão diretamente relacionados. Por exemplo:

Fígado – fonte da agressividade – processa raiva e mágoa;
Pâncreas – alegria e positividade – sinais neste órgão podem mostrar tristeza e depressão;
Rins – medo, relações afetivas – separações e decepções.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cursos Online de Terapias Holísticas

Os Cursos à distância (EAD) de Terapias Holísticas que ofereço tem como objetivo levar ao conhecimento do aluno como tratar o indivíduo como um todo, trazendo o reequilíbrio emocional, físico, mental e espiritual. 
A minha proposta de difundir tais conhecimentos começou em março de 2011 e desde então muitas pessoas se beneficiaram com este aprendizado. O primeiro curso lançado foi de Florais de Bach (em 2011), sendo que foi o primeiro também realizado em sala de videoconferência, em 2013, tendo grande sucesso. Os cursos ofertados por este site enquadram-se na categoria de CURSOS LIVRES e são legalizados, conforme Artigos 205 e 206 da Constituição Federal, Lei nº 9.394, Decreto Presidencial nº 5.154 e Normas da Resolução CNE nº 04/99 – MEC. O ensino livre a distância é a evolução do aprendizado. Através dele, proporciono a meus alunos uma formação de qualidade, adequada à realidade do mercado de trabalho, baseada em um formato totalmente inovador, com aulas em tempo real. Os Cursos são da…

Curso Online de Terapia Floral de Bach

CURSO DE FORMAÇÃO EM TERAPIA FLORAL DE BACH 1. Apresentação Denominam-se “Remédios Florais de Bach” a série de 38 infusões naturais extraídas de flores silvestres da região de Gales, Grã-Bretanha, cujas propriedades curativas foram descobertas pelo médico Edward Bach entre os anos de 1926 e 1934. Os florais atuam transformando estados mentais e emocionais negativos em positivos. De uma maneira simples e eficaz, podemos transformar sentimentos como o medo, ansiedade, estresse, solidão, dentre outros, em virtudes opostas, como coragem, segurança, paz, felicidade e assim por diante. A profissão de Terapeuta Floral é definida pelo Governo Brasileiro, de acordo com a Comissão Nacional de Classificação (CONCLA) como Serviços de Terapia Floral, Código nº 8690-9/01, Atividades de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde Humana.
2. Público Alvo Este curso é indicado para terapeutas, estudantes, profissionais da área da saúde que buscam uma nova área de trabalho em Terapia Floral ou para qual…

O poder dos óleos essenciais

1. O óleo essencial de lavanda é um calmante natural que tem potencial efeito regulador do sistema nervoso. Combate insegurança, carência afetiva e insônia e é superseguro para ser usado em crianças e bebês. Pingue 05 gotas deste óleo essencial em 20 mL de óleo vegetal de semente de uva e massageie o abdome dos pequenos para aliviar cólicas e nervosismo ou ainda pingue 02 gotas do óleo essencial na água do banho para o mesmo efeito.


2. Ylang-Ylang resulta num óleo de essência afrodisíaca, estimulante dos sentidos.
Seu aroma floral é muito agradável. Cria uma atmosfera de romance que enternece o coração e facilita a expressão da afetividade. Ajuda bastante em casos de choque, pânico e depressão pós-parto aliviando as constrições da alma e reconfortando as mágoas.
Para uma noite terapêutica, pingue 01 gota no travesseiro e 01 gota nos lençóis. Relaxe e aproveite!


3. O alecrim veio do mediterrâneo. Seu nome de origem latina, 'rosmarinus', significa "orvalho do mar", pois …